a unifei

Universidade Federal de Itajubá

Era Presidente da República o Marechal Hermes da Fonseca, governando em conjunto com seu vice, Wenceslau Braz Pereira Gomes, que representava o lado mineiro da política.

É dentro deste cenário que o jovem Theodomiro Carneiro Santiago, cunhado de Wenceslau Braz, sai em missão aos Estados Unidos e à Europa com recursos próprios provenientes de sua herança, a fim de escolher um sistema de ensino que melhor se adequasse à realidade nacional, contratar professores e adquirir laboratórios, para dar início a um acalentado sonho: o Instituto Eletrotécnico e Mecânico de Itajubá, IEMI.

E foi, sobre esta aura, realizada a inauguração do instituto, em 1913, onde professores contratados na Bélgica ministravam suas primeiras aulas ainda em francês.

A inauguração oficial contou com a presença do Presidente da República e uma discussão acalorada entre o Dr. Theodomiro e o Dr. Paulo de Frontin, antigo reitor da Escola Politécnica da UFRJ, sobre os métodos de ensino de engenharia. Sobre isto a frase que pauta o destino da instituição pode ser resumida pelas palavras do seu fundador: “Se a ciência é filha da observação e do experimento, é por estes meios que deve ser ensinada”.

Posteriormente, em 1968, o instituto foi federalizado, passando a ser chamado de EFEI (Escola Federal de Engenharia de Itajubá), pelas suas qualidades técnicas, científicas e administrativas. Vários de seus ex-alunos ocupam cargos de destaque, principalmente nas concessionárias de energia elétrica de nosso país.

Pode-se mesmo dizer que a história dos grandes sistemas elétricos brasileiros está intimamente ligada à história da EFEI. Recentemente, em 2002, a EFEI passou a ser UNIFEI (Universidade Federal de Itajubá), oferecendo novos cursos, mas mantendo a sua tradicional filosofia de ensino.

Vista do Instituto de Engenharia Elétrica Instalado em uma área de 363.000 m², o campus da UNIFEI, distante 2 km do centro da cidade de Itajubá, conta com modernas instalações dentre os quais podem ser citadas as salas de aula, laboratórios, biblioteca central, além de um moderno centro poli esportivo, e emissoras de Rádio e Televisão. Além disso, a UNIFEI conta ainda com um corpo docente altamente capacitado, em sua grande maioria formado por mestres e doutores, 96% em regime de dedicação exclusiva, lecionando nos mais de 30 cursos de graduação oferecidos pela UNIFEI. 

Maiores informações sobre a história, os cursos, corpo docente e processo seletivo podem ser conferidas no site da Universidade.